Algumas dicas para reduzir problemas com pragas

Saiba mais sobre Escorpiões
30 de julho de 2015

Algumas dicas para reduzir problemas com pragas

•  Manter sempre o local e os arredores limpos e livres de entulho, materiais sem uso, mato alto, sujeira.

•  Ao armazenar objetos que não pretende usar com frequência, faça-o de forma organizada (embalar, manter os objetos altos em relação ao chão).

•  Alimentos e rações de animais devem ser acondicionados de forma a não permitir o acesso de insetos e ratos (embalagens e armários bem fechados).

•  O lixo deve ser retirado com freqüência, estando bem embalado para não deixar resíduos.

•  Muito cuidado com a entrada de caixas de papelão ou madeira, pois dependendo da sua procedência pode haver roedores ou insetos nas mesmas.

•  Vedar ralos, frestas de portas e janelas e mantê-los fechados (especialmente à noite). Telas finas são uma boa solução, inclusive sob os ralos.

•  Os roedores atacam sabão (em pedra e em pó), devendo estes produtos, portanto, serem guardados em local fechado.

•  Não esquecer que os roedores roem sacos e caixas de papelão (e alguns insetos podem também perfurar estas embalagens), portanto não basta colocar os alimentos em sacos ou caixas fechados, e deixá-los em locais onde as pragas possam ter acesso. Neste caso deve-se dar preferência às embalagens de lata.

•  Caso ocorram ratos pequenos (camundongos), procure vedar até pequenas frestas de armários, pois eles conseguem passar.

Nos dias em que há revoada de cupins (“siriris”, ou “aleluias”), esta costuma ocorrer logo ao anoitecer. Convém, nestes momentos, deixar os ambientes fechados e com o mínimo de luzes acesas para não atrair os insetos para o interior. As revoadas não costumam demorar mais que quarenta minutos. São mais comuns nos meses de agosto a março (na região sudeste do Brasil), logo após alguma chuva, pois aí as condições de umidade são adequadas para estes insetos.